• Slider-imagem1
  • Slider-imagem2
  • Slider-imagem3
  • Slider-imagem4
  • Slider-imagem5
  • Slider-imagem6
  • Slider-imagem7
  • Slider-imagem8

Visite Castelo de Vide

O castelo rodeado pelo casario branco destacando-se na paisagem verde é a primeira surpresa para o visitante. Mas a surpresa maior esconde-se dentro da vila, nas suas ruas que guardam intacta a atmosfera de um tempo medieval. A máquina fotográfica é aqui um objeto imprescindível. Um recanto onde se espreita uma perspetiva do castelo, portas e janelas que conservam pormenores com quinhentos anos, chaminés que se erguem para o céu, que aqui parece mais azul, farão o cenário das melhores imagens da sua vida.

E do alto do castelo, Castelo de Vide a seus pés, a vista a meter-se por Espanha dentro, o “ninho de águias” de Marvão a erguer-se nas alturas, é um dos mais magníficos panoramas do Alentejo.

Passeie-se ao acaso por uma das mais bem preservadas judiarias de Portugal. Deixe-se encantar pelo charme da sua memória medieval, descubra na toponímia a presença judaica (a rua das Espinosas, lembra o célebre filósofo do séc. XVII, Spinoza, filho de um habitante de Castelo de Vide), encontre nas portas de granito sinais do culto de gerações hebraicas, visite a antiquíssima sinagoga.

A riqueza das águas termais da região brota das fontes que vai encontrar no seu percurso. Sente-se à sombra do alpendre erguido sobre colunas da Renascença e prove a água da Fonte da Vila. Mas se quiser voltar a Castelo de Vide, beba a água da Fonte da Mealhada. E traga uma noiva. Porque quem bebe desta fonte, volta aqui para casar.


Fotos Castelo de Vide